Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

ATENDIMENTO COM QUALIDADE?!?!?

Olá, pessoal!

Estou repassando aqui uma notícia publicada no Blog Dependência Química, da UNIAD, cujo link segue logo abaixo da Matéria.
Segundo a mesma, existem falhas no atendimento a DQ oferecidos pelos Planos de Saúde.
Agora eu me pergunto: e onde é mesmo que o DQ tem atendimento de qualidade, heim?
Se alguém aí souber, por favor, me fale.
Até onde eu sei...até onde eu tenho conhecimento, até mesmo as Clínicas que atendem nessa Área, só dispensam aos mesmos o mínimo de atenção básica, proporcionando apenas a integração do mesmo a Instituição.....e olhe que para isso, a Família dispensa uma alta quantia em pagamento mensal.
Perdoe-me aqui os donos de Clínicas...Desculpe-me aqui os que fazem parte de Equipe Técnica que atendem nelas ou em Comunidades Terapêuticas. Perdoem-me aqui os que fazem os CAPS AD, mas a verdade é que os DQ nunca foram atendidos de forma equânime.
Até concordo que existem vários & vários profissionais que dispensam toda atenção e todo carinho aos DQ em seus atendimentos. Concordo que não posso generalizar que as falhas sejam as mesmas existentes em todos os locais de atendimentos aos DQ. Mas não posso deixar de repudiar a insatisfação que os DQ encontram quando procuram ajuda, seja lá em Hospitias Públicos, seja lá nos CAPS AD, seja lá nas CT o nas Clínicas que agem com maus tratos ou mesmo com indiferença entre alguns internos...ou mesmo nos atendimentos através dos Planos de Saúde.
Deixa um usuário de Drogas injetáveis chegar num Hospital precisando de atentimento, pra ver o que acontece...eu sou prova viva disso! Não quero nem me lembrar do descaso que me foi dado!
Deixa um Alcoólico chegar num Posto precisando de atendimento, pra ver o que acontece...deixa ele chegar no melhor Hospital, com o melhor Plano de Saúde, pra ver o que acontece.
Deixa o DQ apresentar um quadro de CID F14.3 - Transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso da cocaína - síndrome [estado] de abstinência ou CID F14.4 - Transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso da cocaína - síndrome de abstinência com delirium, que sabe-se qual o atendimento que ele receberá.
Bom....quem duvidar, basta pagar pra ver....e digo mais ainda.....só quem sabe é quem já precisou destes Serviços e constatou a realidade.....e digo mais ainda...muitas vezes a família nem sabe do "B-A=BA" todinho, pois só quem sabe mesmo é o DQ que está sendo submetido a estes atendimentos.
Mas aí vai a Matéria em sua íntegra.
Abração e TAMUJUNTU.




Debate aponta falhas no atendimento a dependentes químicos


Beto Oliveira
'Agência Câmara de Notícias'


Martha de Oliveira: empresa deve reembolsar paciente se não oferecer atendimento.
Debatedores apontaram nesta terça-feira, em audiência da Comissão Especial de Políticas Públicas de Combate às Drogas, falhas no tratamento oferecido pelas operadoras de planos de saúde aos dependentes químicos. Os contratos assinados após 1998 devem garantir aos usuários tratamento contra todas as doenças previstas na classificação internacional, inclusive contra a dependência química. Desde 2008, o tratamento deixou de ser apenas médico e passou a incluir outros profissionais, como psicólogos e nutricionistas.
Porém, o deputado Aureo (PRTB-RJ), autor do requerimento de realização da audiência, afirmou que, apesar dessa garantia legal, não vem sendo oferecido o tratamento adequado. “O plano de saúde só atende na emergência, quando o dependente químico está com hemorragia”, afirmou. Segundo ele, a luta é para que o cidadão possa se internar numa clínica e ter o tratamento custeado pelo plano.


O procurador da República Fabiano Moraes, coordenador de um grupo de trabalho sobre o tema, afirmou que os planos de saúde oferecem uma rede muito pequena de atendimento e agem como se não fosse deles a responsabilidade por esse tipo de tratamento, o que considera equivocado.
Queixas
De acordo com Martha de Oliveira, representante da Agência Nacional de Saúde Suplementar, que fiscaliza as empresas do setor, o órgão recebe poucas reclamações a respeito desse problema. Até agosto deste ano, das quase 20 mil queixas registradas apenas 60 tratavam da área de saúde mental, que inlcui a dependência química.


http://www.uniad.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=10766:debate-aponta-falhas-no-atendimento-a-dependentes-quimicos&catid=29:dependencia-quimica-noticias&Itemid=94

Um comentário:

  1. Deu vontade de dar risada,sei que o caso é sério,mas já passei por situações assim com meus familiares pessoas que tem esse tipo de doença não são tratados como pessoas e não é só no SUS não pois já presenciei em clinicas também,é tudo demagogia pura e simples,que bom seria se metade do que tem nas nossas LEIS fossem cumpridas...
    Provocação mais que pertinente meu querido!
    Beijão1

    ResponderExcluir