Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

quinta-feira, 28 de julho de 2011

“O BAGULHO É DOIDO....MAS A RECUPERAÇÃO É MAIS DOIDA AINDA!”

 

É comum, entre os Adictos na ativa, utilizar o termo “o bagulho é doido”, sempre que se refere a algo que seja impactante, principalmente quando estão se referindo à uma substância (droga) que seja considerada muito boa, de qualidade.  Normalmente, quando um sabe que a Droga é boa, diz: “Meu irmão! O bagulho é doido, oh, véi!”. Ou quando acabaram de fazer uma insanidade para conseguir a substância, diz: “Pode crê!  O bagulho é doido”. Se acabaram de usar, comenta com o outro: “O bagulho é doido, brother!”. 
Sempre um “maluco” na ativa quer ser mais “doido” que o outro.
Para quem não usa Drogas, é inadmissível ser chamado de “doido”, “maluco”. Mas pra quem vive no meio da Dependência Química, (principalmente das Drogas ilícitas), ser chamado de “maluco” é sinônimo de “chará”... é como se o outro tivesse dizendo: “tu és igual a mim”. Independente de se ter o mesmo nome, mas é como se fosse amigos, comparsas, etc. Até mesmo nas horas das “tretas” (brigas), quando um diz, mesmo que grosseiramente ao outro: “qual foi, maluco?!”, ainda assim, quem está sendo chamado de “maluco” sente-se honrado, por ser reconhecido como uma pessoa interada nas paradas.
Portanto, ser “maluco” é algo que todo usuário quer ser.
E, a princípio, quer apenas receber o “status” de “maluco”. Mas com o tempo, inevitavelmente, a maluquice chega... Não tem como não chegar. As insanidades logo serão uma constante na vida do usuário. Nos seus instantes de lucidez, os pensamentos são, quase sempre, manipuladores, tentando maneiras e meios de conseguir sua substância de preferência. As minhas mentiras, por exemplo, eram tão convincentes que até eu acreditava nelas. – É incrível como eu mentia tanto!
Eu vivia mesmo “rodado”. Aí está outro termo que muitas pessoas se indigna se forem chamado. Se uma mulher, por exemplo, for chamada de “rodada”, ela pode até querer partir pra violência, por entender que está sendo chamada de “mulher da vida”, etc...mas, se for uma usuária de Drogas, ser chamada de “rodada”, é como se tivesse entregando-a um Diploma de uma Faculdade da Vida, reconhecendo-a como formada em malandragem...é quase uma doutorada.
Aí eu digo: “O BAGULHO É DOIDO....MAS A RECUPERAÇÃO É MAIS DOIDA AINDA!”
Tempos atrás, mandei confeccionar umas camisas com esta frase, para os nossos alunos do Centro Terapêutico que eu faço parte da Equipe Técnica. Tomei conhecimento de que outras duas Comunidades Terapêuticas  também fizeram camisas com a mesma frase. É legal saber que esta frase vai chegar à alguns “malucos” que ainda estão na ativa e quem sabe ele queira escolher a Recuperação, por achar que “a Recuperação é mais doida ainda”.
Já que os Adictos na ativa sempre querem ser o mais “doido”, o mais “maluco”, o mais “rodado”, quero novamente dizer que “O BAGULHO É DOIDO....MAS A RECUPERAÇÃO É MAIS DOIDA AINDA!”
Hoje eu sou o Adicto mais “maluco”, mais “doido” e mais “rodado” que está em Recuperação.
Pode crê...em Recuperação, bota fé?
É, brother! Pra se manter Limpo, o Bagulho é doido!
Meu irmão....dizer “eu não to afim não....pode usar”, é um bagulho doido demais, tá ligado?
Chegar numa festa, vê a galera toda curtindo “chapado” e eu curtindo de boa, saindo dali com minhas próprias pernas e indo pra casa, ao invés de ser levado pra Delegacia, é um bagulho doido demais, oh!
Hoje, pra mim, o bagulho é doido demais, quando alguém chega pra mim, dizendo que tá rolando um bagulho doido e eu digo: “a minha Recuperação é mais doida ainda, oh, maluco!”.
Sou um “maluco” que me amarro em dizer aos meus ex-comparsas que, só por hoje, não uso Drogas. Sou um cara “rodado” que consigo entrar nas quebradas pra buscar um “maluco” recaído. Sou um “doido” que, mesmo com minhas insanidades, consigo manter meu propósito de continuar Limpo, um dia de cada vez.
Só Por Hoje, eu continuo dizendo: “O BAGULHO É DOIDO....MAS A RECUPERAÇÃO É MAIS DOIDA AINDA!”
Abração a todos.
TAMUJUNTU.

3 comentários:

  1. Legal o texto, acho que é bem isso mesmo né, as insanidades são tantas, as manipulações e por aí vai... Que legal a idéia da camiseta adorei a frase!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Ora, se é bem isso.....é isso e um pouco mais!
    rssrs
    e por aí, vai.
    rsrs
    Estes dias estou já pensando em mandar fazer outras camisetas com esta frase. Acho ela interessante.
    Abração, Giulli.
    TAMUJUNTU.

    ResponderExcluir
  3. Verdade ninguém que ser chamado de doido rsrsrsrsrs
    Espero que continue sempre achando que a recuperação é mais doida ainda e continue no seu propósito,TAMUJUNTU!

    ResponderExcluir