Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

UM MUNDO SEM DROGAS....SERÁ POSSÍVEL?

É incrível como a desinformação daqueles que mais deveriam estar informado, ainda gera contradições diante de um assunto tão evidente, como a questão das drogas e suas consequências. Ou então, são apenas mais um dos “figurantes do submundo do sistema”, tentando “cobrir o sol com a peneira”, tentando acalmar parte da população que ainda sonha com um mundo menos violento, sem drogas e sem criminalidade.



Participando de um debate sobre “Drogas e Criminalidade na Sociedade de Hoje”, promovido por uma entidade religiosa, percebi, mais uma vez, o quanto estamos longe de obtermos resultados capazes de promover ações preventivas eficazes ao uso e abuso de drogas e, principalmente, repreensivas ao tráfico de drogas.

Participou do mesmo um Promotor de Justiça; um Juiz da Vara da Infância e da Juventude; um Clérigo; uma Assistente Social; um Diretor de uma Instituição Penal; uma Psicóloga; um Deputado Estadual e representante de outros segmentos da sociedade que se fizeram presentes em plenária.

Durante o debate, números foram apresentados e alguns nem mais surpreende, pois já vemos tantas notícias que nem nos impressionamos mais. Vídeos com histórias que até já sabemos o final. Depoimentos de familiares que também já conhecemos todo o enredo. Pesquisas informativas recentes, as quais uma hora dessas já está defasada, pois os números modificam-se a cada instante. Enfim, esperávamos que tal debate tivesse um efeito de discutir maneiras onde pudéssemos desenvolver algo que realmente trouxesse resultados esperados e desejados no tocante ao tema e não apenas um debate informativo, como parecia ser inicialmente. Porém, o que chamou a atenção, pelo menos a minha, foi a colocação por parte dos que ali usaram a palavra, na intenção de mostrar métodos, maneiras, planos, projetos ou algo parecido, para acabar com as drogas e a criminalidade no mundo. Sinceramente, me impressionei com a visão de alguns que ali se fizeram presentes.

Não pretendo aqui dizer que estão certos ou errados pelo que pensam e/ou esperam do futuro. Até mesmo porque eu também gostaria que realmente o futuro fosse como foi colocado, mas acho que devemos trabalhar com a realidade, ou seja, com “os pés no chão”.

Estou falando isso, pois em algum momento do debate, falou-se sobre um futuro sem drogas, sem violência, sem criminalidade, resultante de uma política antidrogas aplicada severamente e com um trabalho realizado por todos, não somente pelo poder público. Falou-se da possibilidade de num futuro bem próximo, termos nossos filhos numa geração sem drogas, após um trabalho de repreensão ao tráfico. Falou-se, ainda, que temos uma estrutura frágil para o trabalho de reinserção social, mas que o usuário que realmente quer ser reinserido, não depende dessa estrutura.

Eu, por alguns instantes, fiquei ali me questionando: - Será mesmo que tudo isso é possível?   -Será mesmo que é tão simples assim?     -Será mesmo que um dia teremos um mundo sem drogas?   - Será que a criminalidade realmente acabará?   -Será que teremos mesmo nossos filhos numa geração onde não haverá mais nem bebidas alcoólicas?   (Sim, bebidas alcoólicas, pois álcool é drogas).       –Se o usuário, o dependente químico, o criminoso, não dependem de nenhuma estrutura para reinserção social, por que, então, se preocupar em fazer trabalho de rede???

Como eu gostaria de ver um mundo assim, como se sonha. Mas, infelizmente, a realidade é outra. Infelizmente isso não está perto de acontecer. Pode até acontecer e eu torço por isso, mas não num futuro bem próximo, como foi colocado.

Vivemos num mundo onde a cada dia se cria uma nova droga. Todos os dias, a toda hora, mais pessoas começam a consumir alguma droga. Vivemos num mundo onde quem está no poder é quem mais se interessa pelo errado, pelo ilícito. Os que vendem drogas não passam de simples traficantes. Os que realmente ganham com isso, uma hora dessas não estão nem muito preocupados com repreensão ao tráfico, combate ao narcotráfico, ou coisas parecidas. Eles sabem que nada vai impedir a circulação livre de substâncias ilícitas. Até mesmo por muitos deles estar no poder, daí tamanha facilidade de inserir as drogas no País, na sociedade, etc.

Falo com precisão. Falo por experiência própria. Eu vivi por longos anos no “submundo do sistema”, onde quem “comandava” a organização, era uma Desembargadora do TJ. Junto a ela, havia outras pessoas “fortes” na sociedade, principalmente no judiciário.

Também na unidade prisional onde fui recluso, havia grande facilidade de receber drogas lá dentro, através dos agentes penitenciários e de policiais que faziam a guarda da cadeia.

Conheço parlamentares que estão altamente envolvidos com o narcotráfico. A lavagem de dinheiro é outra forma criminosa que não se tem controle.

Daí, dizer que temos possibilidade de num futuro bem próximo, e com uma atual política sobre drogas totalmente ineficaz, termos um mundo sem drogas, sinceramente, eu não acredito.

O debate abordava também a questão da criminalidade, principalmente aquelas correlacionadas com as drogas. Mas não foi lembrado que hoje temos uma vasta tipificação de crimes onde pouco se relaciona com as drogas. Tipo assim... Só se relaciona crimes à consequência das drogas, se for assassinato, assalto, roubo, etc...   Esquecem-se, por exemplo, de que grande parte destes crimes de hackers está ligada a usuários de drogas.

Enfim, fiquei impressionado como algumas pessoas ainda não caíram na real de como as drogas e a criminalidade estão altamente interligadas e assolando a humanidade e que não será essa ou aquela política sobre drogas que irá resolver o problema. Acho que agora a hora é de tentarmos, pelo menos, diminuir os impactos que elas estão causando em nosso mundo. Tentar, pelo menos tentar, fazer com que os que estão no poder, utilizem de seus deveres e obrigações, de fazerem o certo, o correto, aplicando merecidamente as verbas destinadas à causa, onde verdadeiramente é preciso, deixando de lado a corrupção, a ambição pessoal e toda forma ilícita de ganhos pessoais.

Entretanto, jamais conseguiremos isso num País onde os que foram julgados, condenados, sentenciados, estão no Parlamento, fazendo as Leis que regem nosso País.

Bons momentos a todos vocês, com muita Serenidade, Sabedoria e Sobriedade.
Até o nosso próximo contato.
Continuo sendo o Júnior, um adicto em recuperação, Limpo, só por hoje!
Abração e bons momentos.

TAMUJUNTU.

3 comentários:

  1. quem sabe um dia, mais um dia bem distante concordo com tudo q escreveu...nem eu e nem vc chegaremos a ver esse milagre....mais acredito que hoje somos semeadores de uma nova era e que o futuro será melhor com certeza..fique com deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é nosso objetivo, Kel. É pensando assim que fazemos o que fazemos em relação ao trabalho com dependentes e codependentes e, principalmente, com os jovens e crianças, as quais são o futuro pelo qual sonhamos ser sem drogas e sem violência. Futuro este que sabemos (pelo menos eu e vc e tantas outras pessoas), que está bem distante, mas que já começou a ser semeado. Abração, minha querida. Bons momentos e TAMUJUNTU.

      Excluir
  2. Concordo em grau,número e gênero...
    Por trazer tanto lucros aos TUBARÕES,é q não se esforçam nem um pouco para criarem políticas sérias e eficazes,o que fazem só mascaram a realidade e inventam políticas nada satisfatórias...
    Essa missão é mesmo nossa,de cada um e cada uma que vive ou já viveu as consequências desta Doença Maldita q nos assolam....
    Vamos semeando...E com certeza um dia as coisas irão melhorar...
    Paz e Bem!

    ResponderExcluir