Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

DEPENDÊNCIA QUÍMICA: TRATAMENTO E RECUPERAÇÃO

Olá, pessoal!
Tudo bem?
Novamente cá estou, após uns dias sem entrar para postar.

Estive viajando e somente hoje estou focando meu propósito na partilha de bons momentos.

Eu estou bem e espero que todos também estejam desfrutando de bons momentos, com saúde e paz.

Passamos um período que eu o tenho como um dos mais críticos no ano para o Dependente Químico, que é o período de carnaval.  Do mesmo jeito que o Natal representa o Nascimento de JESUS, o carnaval eu considero o aniversário do Diabo.

Nestes dias, temos acompanhado uma imensa quantidade de recaídas que sempre acontecem por conta da "folia" e da falta de "obediência" do adicto ao sugerido programa de Recuperação. São coisas tão simples que podem (e devem) serem feitas, mas que, por conta de sua personalidade ainda não trabalhada, o estímulo em continuar fazendo parte dos locais, hábitos e pessoas da ativa, levam, incondicionalmente, ao uso da substância.

Muitos adictos que estão em Recuperação sentem uma certa negação em submeter-se aos princípios da manutenção da sobriedade, simplesmente pelo fato de acharem que estão sendo manipulados, o que vem totalmente de encontro com seus princípios até então adotados, pois não há espécie de pessoas mais manipuladores na face da terra do que os adictos. Assim sendo, ao deparar-se com algumas sugestões que, a princípio, lhes parecem regras, logos estão deixando a negação falar mais alto. Fogem rapidamente e não se permitem aquela adaptação à nova maneira de viver, no mundo da Recuperação. É o que se chama de RESERVAS. E isso é o que mais tem levado adictos novamente ao uso.

Estes dias de carnaval, não somente tomei conhecimento de que alguns companheiros(as) voltaram a ativa, como, infelizmente, tomei conhecimento que alguns partiram definitivamente... Brincaram com a sorte e deram de cara com o azar.

Amanhã estarei retornando com o brother que estou acompanhando. Estarei levando de volta para o local de nossa terapia ocupacional. 

Ultimamente estes acompanhamentos tem se desenvolvido de forma que obtemos um resultado esperado, pois trata-se de um acompanhamento direcionado, totalmente individualizado, onde podemos aplicar todos os métodos que entendermos como necessário e cabível ao adicto em Recuperação.

Sabemos da rejeição de grande parte de adictos à submeterem-se a internação em clínica e/ou Comunidades Terapêuticas. O trabalho individualizado é justamente bem mais consolidado, pois podemos trabalhar o adicto com todas as metodologias hoje disponíveis, fazendo uso até mesmo da Política de Redução de Danos. O acompanhamento normalmente acontece sempre em locais onde podemos também trabalhar o período de desintoxicação e suas crises de abstinências. Resumindo, colocamos o adicto numa espécie de CT, sem aquelas "condições" impostas pelas mesmas, onde temos todas as dificuldades da convivências entre os internos, além das realidades das mesmas. Com o acompanhamento personalizado, o adicto consegue fazer suas laborterapias mais trabalhadas, com tempo para todas as outras atividades de forma que não fique sobrecarregado. Também consegue estar constantemente trabalhando a sua ressocialização, pois algumas das atividades estão diretamente voltadas à isso...sem falar que terá o acompanhamento constante do monitor.

Amanhã estaremos retornando ao nosso núcleo de TO. Ele está bastante motivado e nem queria voltar de lá neste final de semana passado. Passamos estes dias todo juntos e ele está bem mais tranquilo. Este final de semana passou com a família dele e, diferente do que vinha acontecendo, não discutiu com os Pais e nem mesmo quis sair para usar. Hoje já entramos em contato e ele não vê a hora de voltar amanhã para continuidade do tratamento. Ele que não queria de forma alguma isolar-se num Centro de Recuperação, está se dando muitíssimo bem com a modalidade que está fazendo.

Hoje em dia temos vários métodos aplicados para o Tratamento e Recuperação da DQ. Temos resultados esperados e desejados obtidos através da aplicação de todas estas modalidades. Hoje podemos observar os êxitos obtidos nos Grupos de A.A. e NA. Temos visto os êxitos nos CAPSad. Temos visto resultados satisfatórios nas Clínicas e nas CT. Temos visto os resultados de algumas substâncias que eu mesmo sou testemunha de que funcionam. Enfim, hoje em dia temos várias metodologias que podemos usar para o Tratamento e Recuperação da DQ.

Acontece que em DQ, cada caso é um caso. Nem sempre o que serve para um adicto, é o suficiente para outro. Às vezes temos um caso aparentemente simples, mas que passa por internação, CAPS, clínica, etc.....e ele não consegue parar de usar. Outras vezes, damos com um caso que parece ser sem solução (como o meu parecia e muitos julgava), mas que passa por CT, clínica, etc....e consegue num Grupo sua Recuperação.

É por isso que esses acompanhamentos são  trabalhados de forma individual, fazendo com que cada adicto possa ter o Tratamento adequado ao seu gráu de adicção, levando em conta todos os aspectos da doença, desde de desintoxicação e suas crises de abstinência até espiritualidade.

Enquanto que nas CT e clínicas, temos uma grande quantidade de adictos, onde cada um deles apresentam um quadro específico e recebem Tratamento generalizado, o acompanhamento individualizado consegue captar a necessidade do adicto trabalhado, colocando disponível o recurso que poderá amenizar os riscos de uma possível recaída, agregando à Recuperação todos estes métodos de Tratamento.

Enfim, quando o adicto quer se recuperar, hoje em dia está bem mais fácil do que no meu tempo. Ainda assim, muitos morrerão nas garras da adicção ativa. Muitos ainda continuam alimentando a idéia do uso moderado. Muitos ainda não reconheceram sua impotência e precisarão sentir mais a dor do sofrimento suicida. Infelizmente, esta é a realidade e o que podemos fazer, pelo menos por enquanto, é nos disponibilizar à ajudá-los.

Eu continuo no meu propósito de continuar Limpo, só por hoje.

Ficarei alguns dias sem postar aqui. Aliás, se der certo, pode ser que eu apareça aqui até o final desta semana. Caso contrário, só mesmo semana que vem. Já estou sentindo saudades de vocês.

Fiquem todos na paz, com muita saúde e desfrutem de bons momentos.

Abração e TAMUJUNTU.

12 comentários:

  1. Olá companheiro,
    Graças a Deus tem crescido o número de tratamentos para DQ. E algo que tem que ser focado são aqueles que estão nas ruas, que tem um grau bem avançado da doença e precisa de CT particular, porém não tem condições, e nesses casos que o governo deveria liberar verbas.
    Mas, como estamos no Brasil, somente um milagre.

    Mas glória a Deus por aqueles que estão conseguindo se recuperar, que estão conseguindo se manter limpo, que é um dia mais de vitória para você e um dia de derrota para o diabo.

    Abraços.
    SPH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!
      Tudo bem?
      Concordo contigo no sentido de que aquelas pessoas que estão nas ruas deveriam serem foco do Poder Público e, digo mais ainda, existe condições da família intervir para que seja liberada verbas públicas para internação. Acontece que muitas pessoas não sabem como fazer e acabam ficando a margem de seus direitos, o que é obrigação do Estado.
      Abração, amiga.
      TAMUJUNTU.

      Excluir
  2. Olá companheiro, estava com saudades de tú. Que postagem ótima, cheia de informações sobre o tratamento da D.Q, muito bom! É verdade, atualmente o adicto na ativa tem tudo para se manter limpo e para seguir o caminho da recuperação, mais infelizmente ter tudo não é a solução para parar de usar não é? Temos tudo hoje em dia, mais se o adicto não estiver no propósito de parar, ele não consegue, infelizmente. AINDA BEM que existem pessoas assim como você que motivam bastante o adicto para iniciar um tratamento e com a motivação que recebem de vocês o adicto já dá um grande e primeiro passo pra seguir o caminho da recuperação. Por isso que eu não me canso de te dizer, parabéns pelo o seu trabalho!
    Bjus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. P.
      Tudo bem?
      Realmente quando o adicto não quer parar de usar, fica difícil a Recueração. Mas, MILAGRES existem...eu sou um!
      Abração, amiga.
      TAMUJUNTU.

      Excluir
  3. LEgal companheiro, conta mais aí como funciona esse tipo de tratamento individualizado... é uma espécie de "home care"? Ou algo mais parecido com o trabalho de tutor? Você acompanha o Dq, fora da clinica, ou apenas na clinica, é 1x1 (1terapeuta para 1 paciente?)
    Por aqui em Sp, o esquema continua sendo clinica ou capsAD, o capsAD tem sido muito bom pelo que eu percebi.
    Você já assistiu o programa "Intervasion" Intervenção do canal a cabo A&E, lá em algumas cidades dos EUA eles tem "casas" onde a ressocialização acontece meio que como uma moradia, moram juntos 4 ou 5 dep quimicos, em estágio de recuperação diferentes, com tutor e regras, é como uma célula do CT, mas com mais liberdade, mesmo assim com regras fixas, aquelas que a gente imagina que a familia deveria ter mais sempre afrouxa...
    Conta aí como funciona...
    rs... quem sabe um dia eu não invente de abrir a tão utópica clinica perfeita! rs
    Te amo companheiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando for inventar me chama, tenho muito esse sonho também...hehe

      Excluir
    2. Oi, Cici!
      Tudo bem?
      Olha...esse tipo de tratamento que comentei aqui não é uma novidade...acontece que não é em todo canto que é dispoibilizado, entende? Hoje em dia o que mais se tem é CT, onde se tabalha com dezenas de adictos de uma só vez, uniformizando o tratamento, independente da condição em que se encontra o adicto. Realmente, como você questiona, o que fazemos é tipo um trabalho de um tutor, numa espécie de "home care". Temos uma localidade onde não é uma Clínica e nem uma Comunidade Terapêutica, onde levamos o adicto para lá e permanecemos pelo tempo em que entendemos ser hábil. Lá, disponibilizamos de tudo o que é necessário e que tem numa CT.
      Quanto ao acompanhamento, quase sempre fazemos 1x1 ou, no máximo, com 03 adictos. Todas as atividades são trabalhadas personalizadamente. É bem interessante e vem alcançando os resultados esperados e desejados.
      Lembrando que não é de hoje que fazemos estes acompanhamentos, inclusive, em outros Post's meu, já comentei sobre isso.
      Eu tô ligado no programa que vc refere-se..já assiti.
      Aqui nós temos também uma destas "casas". Aliás, essa não faço parte da coordenação, apenas da equipe técnica. Ela é coordenada pela Direção da CT que trabalho. Mas é também um trabalho tão complicado de se manter quanto a CT em si.
      O interessante é que também funciona!
      E se quiser mesmo abrir uma Clínica, tenhas certeza que vais ter êxito, pois já tens conhecimento bastante e amor suficiente para lidar com nossos adictos.
      Abração e TAMUJUNTU.

      Excluir
  4. Amigo, sdd de vc!!! Como aprendo com seu blog, caracas!!! tb quero saber mais, achei bem interessante essa "forma" de tratamento, tem tudo para dar certo né...
    Bjoss e estamos juntos sempre!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giulli!
      Tudo bem?
      Olha só...essa forma de tratamento não só tem tudo pra dar certo, como já vem dando certo. Dos adictos que temos trabalhado, o índice de Recuperação é bem acima dos alcançados quando se trabalhado coletivamente, entende?
      Até porque estamos sempre fazendo tudo o que se tem de opção para Tratamento, mas de forma personalizada, individualizada, porém, sempre participando das demais alternativas hoje disponibilizadas para DQ.
      Não abrimos mão de participarmos dos Grupos de NA ou A.A.. Não abrimos mão de CAPSad.....ou seja, tudo dentro do perfil apresentado pelo adicto que estamos trabalhando e, lembrando, que isso vai depender de cada caso, entende?
      Fiz aí em cima (respondendo à Cici), um comentário sobre como funciona este método. Se necessário, faremos um Post sobre isso.
      Abração, amiga.
      TAMUJUNTU.

      Excluir
  5. Passando pra dizer, que estou sempre ligadinha por aqui, e super curtindo suas postagens, como sempre!
    beijokas

    ResponderExcluir
  6. Realmente fico encantada com seu desprendimento em querer ajudar
    aqueles que são esquecidos pelas autoridades, pela sociedade em geral.
    Lindo seu trabalho e seu coração.
    Abração.
    TAMUJUNTU SEMPRE OK.

    ResponderExcluir