Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

ENFIM.....FAMÍLIA REUNIDA E EM RECUPERAÇÃO.

Saudações, pessoal!

Primeiramente, espero estar encontrando todos vocês desfrutando de saúde e paz, juntamente com todos os que lhe são caro. Desejo que tenham passado o Natal em gozo de alegrias e felicidades e que o verdadeiro espírito natalino tenha se feito presente em vossos lares.
       Fiquei muito tempo sem fazer postagens aqui no blog, o que consequentemente acumulou um monte de informações que eu até acharia interessante compartilhá-las. Entretanto, como não o fiz anteriormente, acho que seria impossível fazer isso em apenas uma postagem. Portanto, usarei esta postagem para falar de um NATAL que foi mais que especial para mim.
       Após anos e mais anos de adicção em minha família, as consequências foram catastróficas. Uma verdadeira desunião familiar e consequente destruição do laço familiar foram inevitáveis. Para quem acompanha meu blog, sabe até onde chegou estas consequências. Eu e meus irmãos fomos afastados um dos outros e minha Mãe também se distanciou. Fomos viver pelas ruas, pelos sistemas prisionais, enfim. Moramos em vários lugares, mas não tínhamos mais um lar. Vivíamos aqui ou ali, tanto fazia. Não importava onde estivéssemos, mas isso também não fazia muita diferença. O importante era não faltar nossa substância de preferência.
       Passamos muitos anos sem conseguir que toda família estivesse reunida. Eu tive que sair de minha cidade natal e fui residir longe, bem distante. Passei 12 longos anos sem poder visitar minha família e, mesmo se assim eu quisesse fazer, seria difícil, pois estavam todos separados: uns morando nas ruas; outro “morando” no presídio; minha Mãe sem dar notícias, etc... Neste espaço de tempo, meu Pai faleceu e eu não pude ir ao velório, pois não podia comparecer em minha terrinha, devido a sérios problemas que causei.
       O tempo passou e finalmente as coisas estão começando a retornar à normalidade. Conseguimos entrar em recuperação desta terrível doença que é a dependência química e hoje posso dizer que tenho um lar e que minha família está mais próxima.
       Há aproximadamente uns 4 anos, conseguimos trazer minha Mãe para morar próximo de onde uma de minhas Irmãs mora, em outro Estado do Nordeste. Nesta época, o meu irmão havia saído do presídio e foi morar também com esta minha irmã. Este irmão teve dificuldades em manter-se “limpo”, mas atualmente encontra-se em recuperação e “limpo, só por hoje”.
       Há uns dois meses, recebi uma informação de que meus dois irmãos que ainda viviam pelas ruas de Recife/PE estavam vivendo sobre pressão de traficantes. Um deles chegou a levar umas porradas e só não mataram pela misericórdia divina. Isso serviu para que ele procurasse uma nova maneira de viver e de lá pra cá, ele não mais usou o “crack”. Está usando ainda “maconha”, mas está conseguindo viver bem melhor. Esperamos que um dia ele consiga abster-se de tudo. Ele está já morando numa casinha e tirou os documentos e vai começar a trabalhar em breve. Novas perspectivas para ele.
       O outro também procurou ajuda e tomamos iniciativa de tirá-lo de Recife/PE e trouxemos para perto de minha Mãe e outros irmãos. Já engordou 12 quilos e já vai começar a fazer tratamento dos dentes, que estão todos estragados. Também novas perspectivas pra ele.
       Eu tive a felicidade de ir até lá esses dias e passei uma semana com minha Mãe e irmãos, mas até aquela data, estes meus irmãos ainda estavam nas ruas de Recife/PE. Foi justamente quando eu e minha Mãe decidimos que iríamos trazê-lo para dentro de casa. A princípio, apenas um deles tinha intenção de vir conhecer essa nova localidade onde minha Mãe reside. Já o outro resistia em fazer qualquer viagem. Afirmava que estava bem lá mesmo em Recife/PE e que só o fato de não estar mais morando nas ruas, já tinha grande significado.
       Compramos a passagem de ônibus e após alguns procedimentos, um deles conseguiu embarcar, pois não tinha nem documentos. Teve que fazer um boletim de ocorrência na delegacia. Mas finalmente conseguiu viajar e chegou na casa de minha Mãe justamente no mesmo dia em que eu acabara de viajar para Recife/PE, em busca de falar pessoalmente com o outro que havia ficado lá.
       Após uma conversa bem suave, consegui convencê-lo de que seria interessante ele ir passar ao menos o Natal lá com nossa Mãe, já que há anos eles não se viam e agora ele está tendo uma nova vida e deveria dar essa alegria a nossa Mãe. Ele aceitou com a condição de ficar lá apenas poucos dias.
       Finalmente consegui embarcá-lo e ele chegou à véspera de Natal na casa de minha Mãe. Infelizmente apenas eu e minha irmã caçula que está morando comigo não podemos nos fazer presente, mas este ano de 2014 vai ficar na história em nossa família, pois após quase vinte anos de sofrimento, minha Mãe conseguiu reunir em casa e numa noite de Natal, seus filhos queridos.
       Fiquei e ainda estou bastante emocionado por saber que eles estão lá, reunidos e em clima familiar. Conversei bastante com eles por telefone e soube que eles estão amando o local. Um deles já decidiu que realmente vai ficar por lá e o outro disse que vai retornar para Recife/PE, mas que em breve vai voltar. Espero que realmente ele retorne e tenha uma nova oportunidade de recomeçar a vida.
       A felicidade é tão grande que eu não tenho nem palavras para expressá-la. Gostaria de compartilhá-la com cada um de vocês, pois vocês são parte de minha vida e base de minha recuperação. Tenho certeza de que sem vocês eu não conseguiria estar aqui, vivendo um dia de cada vez, limpo, só por hoje.
       Quero dizer que foram anos esperando por este momento, mas que até que em fim, este momento chegou. Não sei se durará muito tempo, mas o que importa é que estou vivendo-o.
       Não me interesso em preocupar-me com o futuro, pois vivo o momento presente. Me importarei com o HOJE, o AGORA e agora, neste momento, estão todos juntos, unidos e reunidos em família, no que eu posso chamar de LAR, coisa que há duas longas décadas não tínhamos mais.
       Que O Poder Superior continue abençoando cada um de nós, adictos em recuperação, bem como a cada um familiar que também sofre com a codependência. Esperamos que um dia a Luz também brilhe para vocês. E que a nossa Luz continue sempre acesa e brilhante, iluminando nossos caminhos, hoje e sempre.
       Meus votos são para que 2015 seja um ANO realmente NOVO em nossas vidas. Que novos horizontes nos seja traçados e que possamos caminhar seguros de que há uma saída. Continuemos juntos nos laços que nos une, e que eles sejam mais forte que os que nos separam.
       Um forte e carinhoso abraço deste adicto em recuperação.

       TAMUJUNTU. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário