Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

quinta-feira, 24 de julho de 2014

VOCÊ ESCOLHE QUEM VAI SER.

Saúdo à todos com um forte abraço.
Como é bom estar aqui com vocês!

Muito embora não eu esteja escrevendo aqui todos os dias, mas a sensação de estar compartilhando fé, forças e esperanças me é tão peculiar, que até parece que venho aqui todos os dias transmitir minha gratidão para com cada um de vocês. Se bem que não há palavras que consigam descrever tamanha gratidão.

O tema desta postagem pode ser estendido para todas as circunstâncias de nossas vidas e não somente a questão da dependência química: "VOCÊ ESCOLHE QUEM VAI SER".



Em toda minha vida, sempre tive várias oportunidades de fazer escolhas. Em muitas delas, escolhas simples, onde as consequências de fazê-las erradas não implicariam (como não implicaram) em graves perdas e/ou danos. Já algumas destas más escolhas resultaram em consequências nem tanto agradáveis. Enquanto que, por fazer outras escolhas corretas, obtive satisfatórios resultados. Tudo isso em uso de meu direito de livre arbítrio.

Muitas vezes fui advertido pelos meus Pais: "Meu filho, não faça isso!"; "Júnior, isso 'ta' errado, não faça mais!"; "Se você fizer isso, vai quebrar a cara!".

Na verdade, eu me ressentia com aquelas  advertências. Eu as entendia como reclamações. Parecia que o mundo estava se acabando quando alguém me dizia que não era para fazer algo. Normalmente eu tornava a fazê-lo só de implicância. É claro que eu tinha que realmente quebrar a cara. E realmente paguei (e ainda pago) o preço.

Sabemos que repetir os mesmos erros esperando resultados diferentes é insanidade. É, realmente eu era insano. Aliás, eu vivia insano e amava insanidades.

Desde pequeno, eu já tinha em mente o que eu querida ser quando crescesse. Naquela época, eu começava a escrever minha história de vida e começava a fazer minhas escolhas, às quais iriam me fazer ser quem eu queria.

É claro que ninguém nunca me deu opções de escolher em ser ou não um adicto. Se eu não tivesse entrado no Submundo do Sistema, certamente não estaria aqui escrevendo pra vocês. Entretanto, devido ao uso de drogas, eu já não tinha  mais forças para escolher quem eu verdadeiramente queria ser.

Para quem está lendo esta postagem e nunca experimentou drogas (lembrando que álcool é droga), seria bom que nunca experimentassem. Já aqueles(as) que estão lendo esta postagem, usam drogas, mas ainda não se consideram adictos (ou realmente não são adictos), eu friso que adicção não dá aviso prévio. A doença da adicção manifesta-se silenciosamente e, de uma hora pra outra, não se consegue mais tomar apenas uma cerveja, cheirar apenas uma grama ou fumar apenas duas "pedras".

Em termos de conceituação, considera-se Adicção a situação do usuário crônico ou viciado, estando entoxicado ou não, compulsivo pelo uso da substância tóxica e concentrado nessa busca.

Mesmo sem conhecer essa tal Adicção, caminhei, através de minhas escolhas, rumo à uma vida louca, engrenada de insanidades e tragédias. Segui por um caminho totalmente ao contrário do qual eu pretendia quando criança. Porém, foi ainda criança que tudo começou em minha vida.

De tantas escolhas erradas, acabei perdendo alguns direito de escolhas.

Por faze a escolha de usar drogas, acabei perdendo o direito de continuar meus estudos. Com isso, já não mais podia escolher minha profissão que sonhava desde pequeno.

Por fazer a escolha de usar drogas, acabei perdendo o direito de escolher um presente de meus Pais. Eles já não me presenteava, pois realmente eu não merecia.

Por fazer a escolha de viver à margem da Lei, acabei perdendo o direito de escolher um lugar para passear. Acabei vivendo como recluso e as únicas escolhas de para onde ir eram em dias específicos da semana, onde eu podia optar em ir ou não para o banho de sol, ou continuar na cela.

E assim foram várias as escolhas que não mais pude fazer. Até que tive que fazer a mais correta e bem feita escolha de minha vida. Parar de usar drogas e mudar a maneira de viver.

Quando me vi numa situação entre a vida e a morte, eu só pude optar por uma destas duas opções: ou continuava usando pra morrer, ou parava de usar para viver.

Hoje eu tenho o direito de escolher quem eu quero ser. Só por hoje, eu tenho o direito de mostrar pra sociedade que posso ser um ser humano digno de respeito, bem como posso escolher mostrar pra sociedade que sou um criminoso. Só por hoje eu posso escolher ser uma pessoa bondosa, como posso escolher ser um adicto na ativa com atos monstruosos. Só por hoje eu posso escolher ir para uma sala de recuperação, como posso escolher ir para "boca" comprar drogas. Só por hoje eu posso escolher minhas boas companhias, como posso escolher me juntar com más companhias. Só por hoje eu posso escolher procurar viver em liberdade, bem como posso escolher arriscar perdê-la.

Só por hoje eu posso escolher ser um homem produtivo e essa é a minha escolha.

Hoje eu não posso mais escolher em ser ou não um adicto, mas posso escolher em estar ou não em recuperação.

Só por hoje eu posso escolher em continuar ou não meus estudos. Só por hoje eu posso escolher quem eu serei.

E só por hoje eu escolho ser o Júnior, um adicto em recuperação, Limpo, Só Por Hoje.

Um forte e carinhoso abraço a todos vocês!
TAMUJUNTU.

Nenhum comentário:

Postar um comentário