Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

VIVER LIMPO: ESCOLHA OU DECISÃO??

Ontem, conversando com uma irmã de um adicto que está na ativa, fui perguntado:   "-Por que o viciado em drogas tem hora que escolhe se recuperar e às vezes, na mesma hora, escolhe se drogar?".  Eu respondi:  "Simples!  Ele ainda tem opção. É uma escolha dele!"



Aparentemente, a resposta veio meio que abrupta, áspera, violenta, mas não foi essa a intenção e depois, mais detalhadamente, expliquei.

Tempos atrás, assisti uma temática sobre “DECISÕES E ESCOLHAS”. Existe uma grande diferença entre escolha e decisão. Todos nós estamos acostumados a fazermos escolhas e mais escolhas. A humanidade se acostumou à filosofia de que temos o direito de fazermos nossas escolhas. É claro que temos o direito de fazermos nossas escolhas. Somos totalmente livres e há momentos em que realmente devemos fazer escolhas, mas há momentos em que devemos tomar decisões. Essa história de que “faço minha escolha e se não der certo, faço outra escolha”, isso tem um impacto enorme em nossas vidas, principalmente quando não necessitamos de escolhas e sim de decisões.

Todos os dias nós fazemos escolhas. Escolhemos uma roupa para vestir. Escolhemos um sapato para calçar. Escolhemos qual canal de televisão assistir. Às vezes temos o direito de escolher o que comer ou o que beber. Se vamos comprar uma roupa, escolhemos antes.


Entretanto, decisão é totalmente diferente. Decisão não deixa espaço para escolhas. Quando decidimos, eliminamos escolhas. Decisão é completamente diferente de escolhas. No exemplo de comprarmos uma roupa, escolhemos a roupa e depois decidimos a forma de pagamento (se avista, cartão, cheque, etc). Depois de efetuada a compra já não tem como escolher novamente a forma de pagamento. Isso é tomar decisão.



Alguns momentos são decisivos em nossa vida. O Curso universitário, quando decidimos a profissão que vamos seguir carreira. O marido/esposa com quem vamos constituir família. O momento de ter o primeiro filho. Nessas horas, geralmente estamos diante de dois ou mais caminhos. E precisamos tomar uma decisão. Recorremos à lógica, às emoções, aos amigos, aos pais, a qualquer um com um “pitaco” a oferecer. E, enfim, escolhemos a quem recorrer para ver qual decisão tomar.

Do mesmo jeito é com a dependência química. Passamos horas de nossas vidas escolhendo as substâncias, escolhendo as companhias, escolhendo o modo de usar, escolhendo os locais de usar. Em certo momento, as coisas não ficam tão boas para nós, que procuramos abandonar as drogas e fazemos a escolha de não usar nunca mais.

Não funcionou!    Não funcionou porque o “nunca mais” para um adicto é muito tempo e também porque ele tem a escolha como aliada dele. Ou seja, ele tem opção de continuar usando “moderadamente”, como ele imagina conseguir.

Daí ele escolhe usar só mais uma vez e com o passar do tempo, novamente as consequências não são agradáveis e logo ele escolhe outra substância, na tentativa de diminuir os danos. Ele pensa que trocando uma substância por outra, poderá controlar seu uso.      Escolhe outras pessoas para usar juntos, na tentativa de encontrar alguém que use moderadamente.     Escolhe outras maneiras de usar, por exemplo, deixando de usar (crack) no cachimbo para usar “mesclado” com cigarro ou maconha.

Enfim, ele faz mil e uma escolhas, mas continua usando... E continua tendo danos. Até o dia em que, como eu, não tiver mais escolhas. Até o dia em que, como eu, tomar uma decisão.
E que decisão é essa??   Evitar, só por hoje, o primeiro gole, a primeira droga, o primeiro crime, a primeira má intenção.


Eu não escolhi parar de usar...eu decidi não mais usar!
Decidi admitir que sou impotente perante as drogas.
Eu decidi dar um rumo à minha vida, já que admiti que ela estava sem controle.
Decidi acreditar que somente Um Poder Superior poderia me devolver a sanidade.
Decidi entregar minha vida e minha vontade aos cuidados Dele.
Decidi inventariar minha vida e admitir a natureza exata de minhas falhas.
Decidi me prontificar a deixar que Deus removesse minhas falhas e minhas imperfeições, apesar de que são muitas e que ainda tenho bastante. Mas quando me prontifiquei, já fui trabalhado demais por Ele.
Decidi fazer reparações e admitir meus erros.
Decidi procurar a vontade do Poder Superior em relação a mim e praticar essa Vontade em todas as minhas épocas e lugares.
Decidi compartilhar minha experiência com outros adictos, afim manter a minha recuperação e ajudar outros a alcançarem a sobriedade.

Essa decisão deu-se por eu não haver mais escolhas. Eu tive que realmente decidir entre continuar usando ou continuar vivo. Não me restava outra opção. Apenas essas duas.

Só por hoje, me dou o luxo de ter escolhas, como sentar num restaurante e pedir um suco ou uma água mineral. Só por hoje me dou o luxo de escolher dizer “não” às drogas.

Só por hoje, estou decidido a continuar limpo, um dia de cada vez.

Que O PODER SUPERIOR continue iluminando cada um de vocês!
Bons momentos, repletos de Serenidade, Sabedoria e Sobriedade.
Até o nosso próximo contato.
Continuo sendo o Júnior, um adicto em recuperação, Limpo, só por hoje!

Abração e TAMUJUNTU.

9 comentários:

  1. Parabéns! VC e um guerreiro. S7a decisão foi e melhor com toda a certeza ! E para decidir VC tem que ser forte e sr muito focado. Fiquei triste pq acabo de descobrir que o tal mesclado e crack. .. e me preocupou profundamente... mas Deus e bom e creio que oque se passou agora em minha cabeça não seja real. Mais uma vez parabéns... tmj abraço Sha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga!
      Mais uma vez, agradeço suas palavras e sua passagem aqui em emu blog.
      Bons momentos pra vc. Um grande abraço TAMUJUNTU.

      Excluir
  2. Desejo pra ti e pra todos
    nos, boas escolhas e as melhores decisoes, SPH! TMJ!

    ResponderExcluir
  3. Confesso q li reli e ainda fiquei confusa sobre"Decisão e Ecolha”.
    Decisão seria agir e depois não voltar atrás mesmo tendo escolhas?Escolha seria agir e depois voltar atrás qtas vezes quiser qrendo consertar as coisa, mesmo não sendo escolhas sensatas?Seria isso?
    Mas entendi q fizeste escolha mais sensata em decidir não mais usar e com isso continua ainda fazendo escolhas todos os dias para continuar firme em sua Decisão.
    Paz e Bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, companheira!
      Te ligarei e explicarei melhor o meu entendimento sobre escolhas e decisão. Agradeço sua passagem por aqui e te desejo bons momentos.
      Abração e TAMUJUNTU.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Lindo post, amigo...

    Sábias decisões.
    Belas escolhas...

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Flor!
      Bom te ver por aqui, amiga!
      Tudo bem contigo?
      Bons momentos pra vc, companheira.
      Abração e TAMUJUNTU.

      Excluir