Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

FAZEMOS TÃO POUCO...

Olá, pessoal!
Tudo bem com vocês?
Espero que estejam todos com saúde e em paz!
Eu estou bem, graças a um Poder Superior que me dá condições de manter-me limpo, só por hoje!

Não fosse num blog falando sobre dependência química, aparentemente, a imagem representaria uma vida que muitos almejam... Uma rede para deitar, em baixo de uma árvore sombria e em meio a um jardim com plantas... Um momento de tranquilidade, sossego, relaxamento... Uma vida feliz!
É assim que geralmente se associa uma imagem de uma pessoa deitada numa rede. Logo chegamos a dizer: “Quem vida boa!”.
Mas, nem tudo que parece, é.

Estas  fotografias foram tiradas numa praça pública de uma grande cidade. 

Elas refletem a mais normal (comum) situação que hoje vivenciamos nos grandes e pequenos centros, que é a moradia de rua, muitas vezes consequência da doença chamada adicção às drogas. Cabe aqui dizer que não se trata apenas de drogas ilícitas, mas, também (para não dizer principalmente), das drogas lícitas, como a bebida alcoólica.
O flagelo do século, que vem vitimando milhares de pessoas pelo mundo inteiro, já quase não mais assombra aos transeuntes, que passam ao lado dos que ali moram (se é que podemos chamar de moradia), ignorando a precária condição de vida humana e animal (pois sempre há por perto um animalzinho de estimação, também em situações lastimáveis).
Muito se fala em campanha contra as drogas; campanha contra a fome; campanha do desarmamento, etc.
Chegamos numa “comunidade” dessa de rua, onde tanto faz se num pequeno grupo de pessoas, ou numa grande concentração, como as cracolândias, visualizamos drogas, fome e, quase sempre, armas (no mínimo, arma branca).
Lembro-me do tempo em que se encontrava um morador de rua e a cena chamava atenção de todos. Uma cena de um mendigo comendo lixo era aterrorizante. Hoje em dia, isso é tão comum quanto pegar uma fruta numa feira e comer.
Eu, particularmente, não sei sentar numa mesa (ou mesmo pegar qualquer alimento) e não me lembrar de que existem milhões de pessoas que naquele mesmo momento estão desejando alimentar-se.
Eu que passei pelas ruas, que passei dias e noites numa calçada, numa praça, em baixo de viadutos, etc, sei bem o que é viver assim.
Aprendi e nunca me esqueço de que um olhar caridoso, uma palavra amiga ou simples “bom dia!”, pode alimentar muito mais uma alma de que qualquer alimento pode alimentar o corpo.
Eu sempre estou interagindo com meus iguais. Não tenho meus iguais apenas àqueles que passaram ou passam pelo submundo do sistema, pela vida de drogas, etc. Tenho meus iguais todo ser humano.
Como eu já disse aqui uma vez, ser feliz está ligado ao sentimento de proporcionar felicidades a alguém!
É por isso que vivo me dedicando a viver para servir.
Sei que não irei nunca, jamais, conseguir fazer reparações, como me sugere o programa de recuperação que sigo. Entretanto, pelo menos me proporciona um enorme sentimento de gratidão, capaz de aliviar um pouco o sentimento de culpa de, um dia, por longos dias, ter sido tão cruel.
Obrigado, PODER SUPERIOR, pelo milagre de minha recuperação!
Que O PODER SUPERIOR continue iluminando cada um de vocês!
Bons momentos, repletos de Serenidade, Sabedoria e Sobriedade.
Até o nosso próximo contato.
Continuo sendo o Júnior, um adicto em recuperação, Limpo, só por hoje!

Abração e TAMUJUNTU.

4 comentários:

  1. SuperConcordo com vc amigo,hje em dia é tão natural essas cenas em todo o Brasil há cracolândias,e moradores de ruas tem aos montes eu mesma não consigo vê com naturalidade tudo isso me doí o coração vê pessoas dormindo nas calçadas nos bancos da praça comendo lixo,não consigo ser indiferente a tudo isso,NÃO mesmooo.
    E me sinto impotente diante disso tudo gostaria de poder fazer bem mais para que amenizasse essa nossa dura e triste realidade...Peço ao Poder Superior que me dê forças e sabedoria para conseguir fazer a diferença neste mundo tão injusto e cruel..
    TamuJuntu,beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bella!
      Tudo bem?
      Obrigado pelo comentário. Te conheço ao ponto de saber que fazes o possível para amenizar essa dura e triste realidade. Como poucos, fazes a diferença.
      Um grande abraço e continue voltando, pois me fortalece bastante.
      TAMUJUNTU.

      Excluir
  2. Companheiro, não há maior reparação do que estar limpo e em recuperação. Tenha certeza disso.
    Só por hoje o "cruel" de algumas 24 horas atrás está adormecido e só depende de você não acorda-lo.
    Que o Poder Superior te conserve limpo, sereno e em recuperação. Só por hoje!!
    Tamo junto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, "Meu companheiro usuário"!
      Bom te ver por aqui.
      Certamente só depende de mim acordar esse "cruel" que está adormecido há algumas 24hs.
      Agradeço pelas suas palavras e gostaria de continuar te encontrando por aqui, pois fortalece mais meu propósito de continuar limpo, só por hoje!
      Abração e bons momentos.
      TAMUJUNTU.

      Excluir