Sejam Bem Vindos!

Quero agradecer, carinhosamente, pela sua visita e espero que possamos continuar partilhando experiências, as quais considero-as importantes para manutenção de minha recuperação.
Sua partilha (comentários) aqui nos Posts, bem como seguir-me quando julgares conveniente, é importante para que possamos estreitar ainda mais a nossa amizade, algo que é fundamental para um crescimento em nível de ser humano...ainda mais quando se trata de um adicto em recuperação, como eu.
Por isso, mais uma vez, muito obrigado por sua presença!
Que bom que você veio! Que bom que você me visitou!
Melhor ainda será ler seus comentários e ver-te aqui, sempre que possível, ajudando-me dia-a-dia.
Que O PODER SUPERIOR continue te concedendo o direito de reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE, em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias Limpos, Serenos e repletos de Saúde e Paz!
Abraços e TAMUJUNTU.
Loading...

Siga por e-mail

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

TRAGÉDIA EM FAMÍLIA - FILHA MATA A MÃE!

FILHA MATA MÃE A FACADAS EM SERTÂNIA-PE.


Isabela Maria

As drogas destruíram mais uma família no Sertão pernambucano. No último sábado (24) uma jovem de 22 anos, matou a própria mãe a facadas na cidade de Sertânia, sob efeito de álcool e drogas ilícitas. De acordo com a imprensa do Sertão do Moxotó, a professora Maria Ivone Pereira da Silva, 59 anos, estava lutando para livrar do vício das drogas a filha, Isabela Maria Ferreira de Souza, de 22 anos. O objetivo da professora não foi atingido e ela foi morta após uma recaída da filha neste fim de semana. Conforme testemunhas, a jovem chegou em casa drogada, começou a discutir com Maria Ivone, pegou uma faca e atingiu a genitora com diversos golpes. A professora não resistiu os ferimentos, acabou morrendo antes de ser socorrida para o hospital. Isabela Maria foi presa em flagrante, sendo encaminhada para a Colônia Feminina de Buíque.


Fonte: Blog de Alvinho Patriota/Blog Diniz K-9

***
Políciais militares encontraram a suspeita na rua com sinais de embriaguez e, quando chegaram na residência dela, encontraram Maria Ivone morta. Na delegacia do município, a filha confessou o homicídio. Segundo a polícia, ela já tinha agredido a mãe. Após o depoimento, a acusada seguiu para a Colônia Penal Feminina de Buíque.
Jornal do Commercio
http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/policia/noticia/2011/12/26/jovem-e-acusada-de-matar-a-mae-em-sertania-26659.php 

******
Não sinto nenhum prazer em divulgar notícias desta natureza. Muito pelo contrário, me dá uma péssima sensação de impotência.
Acontece que isso vem acontecendo de forma tão, digamos assim, "natural", que as pessoas até passam despercebidos com uma manchete desta.
Antigamente, ouvir-se noticiar que uma bárbárie desta havia acontecido.....aff!!
As pessoas passavam dias e mais dias abismadas, devido a repercussão.
Mas hoje em dia, isso é tão "normal", tão comum acontecer, que nem dá tempo das pessoas se assustarem com tal ABSURDO, que logo já tem outra notícia ainda mais trágica para ser alvo da mídia.
Bom...isso quando a mídia divulga, né?
E os casos que ficam no anonimato?
E aqueles casos que não são divulgados, porque a imprensa não tem como noticiar somente tragédias?
Sim....se os noticiários fosse divulgar todos os crimes relacionados com uso e/ou tráfico de drogas... Nem mesmo toda a programação de um turno daria para tantas notícias.
Daí, então, era que as pessoas iriam agir com mais naturalidade ainda, diante destas tragédias.

Sinceramente, pessoal....será que percebe-se o quanto estamos desvalorizando a vida humana?

Outro dia, eu estava participando de um Simpósio e havia um Tema relacionado com "A VIDA".
Éramos participantes e palestrante de um outro Tema co-relacionado.
Um determinado Religioso abordou, categoricamente, a questão da valorização da vida humana sob a ótica da Religião. Posteriormente, um Promotor de Justiça enfocou a desvalorização da vida humana, sob a ótica do Judiciário. Houve representantes de ONG's que também enfocaram tanto a desvalorização quanto a valorização da vida.

Diante dos expostos, pairava um ar de abominação aos que praticavam crimes contra a vida, (homicídio; induzimento, instigação ou auxílio do suicídio; infanticídio; aborto), bem como crimes de natureza como "DA PERICLITAÇÃO DA VIDA E DA SAÚDE", que incluem os crimes de "PERIGO DE CONTÁGIO VENÉREO", "PERIGO PARA A VIDA OU SAÚDE DE OUTREM", "ABANDONO DE INCAPAZ", "MAUS TRATOS", e outros.

Ficou entendido que devemos atentar mais para os ensinamentos religiosos de amor ao próximo; ficou esclarecido que devemos valorizar mais o SER HUMANO, como tal, etc.

Aí, me veio à cabeça uma coisa: por quê será que somente isso é colocado como valorização a vida? Por quê será que não se aborda a discriminação aos usuários de drogas como desvalorização a vida? Por quê não se comenta que àqueles que não se importam com os que estão nas ruas, usando drogas, em situação de risco, também estão, de certa forma, infringindo o tal crime DA PERICLITAÇÃO DA VIDA E DA SAÚDE?

Sim, pois lá em seu Art. 135, está o crime de OMISSÃO DE SOCORRO - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública:
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
Parágrafo único - A pena é aumentada de metade, se da omissão resulta lesão corporal de natureza grave, e triplicada, se resulta a morte.

Quantas crianças não estão aí abandonadas, uma hora dessa, usando drogas? Passa lá na cracolândia e vê..
Será que o abandono citado no referido Artigo é somente ao abandono dos Pais ou Responsáveis?
Quantas pessoas não estão por aí, inválidas e/ou feridas, desamparadas e em gravíssimo situação de perigo e ninguém faz nada?  Cadê os que deveriam realmente fazer alguma coisa pra se cumprir o que diz a LEI?
Ou será que o que diz essa Lei é somente para quaisquer outra situação, menos as que envolve o uso abusivo de drogas?

Ai vem lá o finalzinho do texto do Artigo 135: "...ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública."

Mas se a gente for mesmo pedir.....será que vai surtir efeito? Ou vamos, simplesmente, escutar:"Ah! mas esses casos não estão tipificados nessa Lei!"???

Naquele Simpósio que participei, não tive como silenciar diante de tantos questionamentos. Eu tinha meu Tema à ser exposto, mas tinhas as minhas dúvidas diante das demais explanações. Tentei tirá-las, mas, infelizmente, as respostas foram tipo,"É isso mesmo! Você está certo! Mas não se pode levar tudo ao pé da letra!" - ressaltou um representante do Ministério Público.

Sinceramente, eu vejo as coisas de outra maneira. Eu tentei demonstrar, pelo menos aos que ali estavam presentes, que não podemos abominar somente atos dos homicidas, etc e tal....devemos também repudiar a nós mesmos, quando, diante de certas situações, nos colocamos em neutro, sendo omissos, negligentes, fazendo de conta que não podemos fazer nada, quando, na verdade, podemos, pelo menos, pedir socorro!
Isso, também, é desvalorização da vida!

Infelizmente a ótica Jurídica não vê assim....de certa forma, ainda bem, senão, haja pessoas infringindo a Lei...rsrsrs

Mas eu continuarei fazendo a minha parte. Tentarei gritar aos quatro cantos do mundo que existe uma saída e que a recuperação é possível.

Se as drogas matam...se quem usa, comete suicídio, (as vezes, lentamente, as vezes, abruptamente)...se cruzar os braços diante disso é omissão de socorro... eu vou tentar salvar pelo menos uma vida....assim como estou, até o presente momento, sendo salvo.

Ontem eu estive no Grupo e levei um visitante. Agora ele é nosso companheiro, pois se identificou com o sugerido Programa de Recuperação. Que legal que ele vai dar uma chance pra ele mesmo!

Hoje é aniversário de meu Irmão. Ele está lá na Bahia. Quem acompanha meus post's já há algum tempo, sabe da história dele. É aquele que eu fui pro casamento dele, no inicio do ano. Ele está tentando se recuperar. Estava limpo há alguns meses e teve uma recaída recente, mas, diz ele, que está se levantando novamente. Torço por ele. Aliás, torço por cada adicto que existe no mundo. Tenho uns Irmãos que estão nas ruas, lá em Recife/PE e gostaria tanto que eles também encontrasse a sobriedade.

Não ficarei aqui me lamentando. Já estou me recuperando de uma deprê da porra, se eu ficar castelando nisso, é capaz de nem terminar aqui de escrever e já ir me isolar novamente.

Por falar em terminar de escrever, acho que já falei demais hoje. rsrs
Peço desculpas por ter entrado num assunto de forma tão técnica, que pode até ter mexido com as opiniões de vocês. Mas reafirmo que isso aqui não passa de uma opinião pessoal minha. É apenas meu ponto de vista. Respeito, claro, cada um de vocês e até gostaria de ver os comentários aqui.

Quero finalizar, deixando aqui meus sentimentos à família da Professora Maria Ivone, que foi vítima da própria filha...quer dizer, foi vítima das drogas.
Eu não a conhecia pessoalmente, mas era minha conterrânea e trabalhava com uma Tia minha.

Fiquem todos na paz!

Abração e TAMUJUNTU.

4 comentários:

  1. Ai amigo é tão dificil dá opnioes sobre isso.. Bom.. Infelizmente hoje vivemos em uma sociedade bastante individualistas, onde ninguém tem haver com o que acontece de ruim com o vizinho, por exemplo com o vizinho usuario de drogas que está tentando se recuperar.... Ninguém tem haver com isso... problema dele... quando escuto isso dá arrepios de raiva!
    Por isso que vimos varios acontecimentos ruins.. primeiro o governo, que na minha opnião não se emporta muito com o tratamento do dependente quimico, por que se essa moça na ativa tivesse apoi do governo, ou até mesmo um tratamento em uma clinica pública, um tratamento de verdade provavelmente isso não teria acontecido... digo isso por que hoje normalmente só se encontra clinicas particulares para o tratamento do adicto e muitas pessoas não tem condições financeiras. Não sei se estou errando em dizer isso, mas pelo menos a realidade que vejo é essa.
    E assim vamos vivendo em uma sociedade individualista, onde os acontecimentos se tornam banais, e ninguém tem haver com o que aconteceu com o vizinho.. "É NORMAL NÉ".
    INFELIZMENTE É ASSIM!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi amigo !
    Realmente sao noticias chocantes, mas é a a realidade em que vivemos, e muitas pessoas nao dao importancia para o que acontece na casa do vizinho, e esquece de lembrar que o próprio telhado é de vidro...
    Obrigada pelo post ne meu blog ! Tamujunto !!!!

    ResponderExcluir
  3. Nem sei o que dizer...
    Só sei que a droga, esta droga especialmente, está destruindo tudo po onde passa...
    Peço licença para colocar este post no meu blog tbém, ok?

    Tamujunto, companheiro!
    Abraços,
    Carol F.

    ResponderExcluir
  4. Oi, P.!
    Concordo contigo no sentido de que o Governo não se importa com os dep.químicos. De fato, acho que poderiam fazer beeeeem mais, no entanto, nada fazem. Realmente vivemos num mundo individualista e isso é mesmo normal.
    Abraços e TAMUJUNTU.
    __________________________


    Oi, Emily!!
    Tudo bem?
    Valeu pelo comentário, amiga.
    Abração e TAMUJUNTU.
    _________________________


    Carol, amiga!
    Fique a vontade em postar, minha querida.
    Abração e TAMUJUNTU.

    ResponderExcluir